Sobre mim

Agora que deixei de lado a zanga, apetece-me gritar ao mundo outras coisas. Tudo o que aprendi sobre a doença e sobre ter esperança. Sempre.

Gritar ao mundo que eu não estou sozinha. Que tu não estás sozinha (o). E que a vida muda, sim é verdade. Mas que nós temos uma capacidade infindável de nos adaptarmos, de nos reinventar. E de sermos felizes.

Gostava que a minha experiência ajudasse. Gostava de ensinar e de aprender a seguir em frente com todas as dificuldades que a vida nos dá, de sorriso na cara e de esperança no coração.

Não há coisa melhor do que transformar uma situação negativa a nossa favor. E eu estou determinada a isso, com todas as dificuldades que tenho e que vou ter no caminho.

“Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exacto” Charlie Chaplin (obrigada a SPEM)

 

 

 

 

Anúncios