Sou uma sortuda

Ainda não estou recuperada totalmente do surto e dou por mim a sonhar que estou novamente a surtar. Numa das vezes até fui internada, outra fui só medicada. Seja como for, já me aconteceu mais de três vezes e não é simpático.

Eu estranhei porque não me sintia preocupada. Mas o corpo não mente e a preocupação está lá – está cá – e aparece-me em sonho.

Tudo bem, preocupa-me. Claro que me preocupa. Fui parva em achar que não. E cada vez que estou mais cansada o corpo avisa-me. E cada vez que estou mais desanimada, também.

Quero sempre muito concentrar as minhas energias (que são poucas) em coisas boas e não em hipóteses. Tento todos os dias agradecer e aproveitar o bom que tenho tido e as melhoras que vou sentindo.

Tento traçar um projecto de vida que me dê alegria e saúde. Principalmente saúde. Ou pelo menos que não me a tire.

Foi assim que nos últimos tempos me cruzei com pessoas incríveis e com um projecto que é a minha cara. E tive a sorte de poder participar dele. Não podia estar mais feliz.

Então porquê estes sonhos?

O projecto de que falo é o Dhara Yoga & Mind Center e a beleza por trás dele é a Célia. E a Célia abriu a porta do seu sonho para eu entrar. E lá dentro já estava a Inês e a Sara. E com elas tenho ganho tanto que vocês nem imaginam.

Juntas bolámos um desafio à nossa medida, com esperança de que fosse à medida de muitos. Tudo com a intenção de oferecer o que achamos que está em falta na vida. Falta essa que todas nós já sentimos em algum momento.

E nesse processo descobri um grupo que se completa, com ideias refrescantes mas com uma linha comum. Um grupo com o coração cheio de amor e muita humildade assim como força e determinação.

Eu não tive a capacidade de sonhar tanto. Então porquê estes sonhos?

Quando a realidade é tão mais bonita do que os meus sonhos, sinto-me sem tapete. Acho que nos sonhos está alguma mensagem que não estou a compreender e sinto-me confusa. Tudo porque acho que a vida fala comigo através da vida.

Confuso? Tal como eu estou. Então porquê estes sonhos?

Porque a mente é tudo menos nossa amiga. Veja-se a capacidade que ela tem em nos ocupar com tretas – cerca de 60 mil pensamentos por dia. E nos meus dias consigo meditar e estar ocupada com alegrias, não lhe dando espaço para tristezas.

Cá está. Então, ela ocupa-se de mim à noite. E na ausência das preocupações diárias ela oferece-me sonhos desafiantes. É isto. Só pode ser isto. Esta mente está a precisar de descansar, de desligar.

Tudo se completa, tudo se liga. Não tivessemos nós tido esta ideia.
Obrigada Célia, obrigada Sara. Gosto muito de vocês.

E isto sim é parte verdaeira dos meus reais sonhos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s