Estou onde devo estar

Uma ida ao Alentejo faz milagres por mim. É certo que há sempre abusos: queijo, vinho e até sobremesas desta vez. Mas o mal que (talvez) me faz ao corpo é compensado pelo bem que me faz à alma.

É altura de tomar decisões na vida. O que vou fazer a partir daqui. Como vou orientar os meus dias, a minha energias. Qual vai ser o meu projecto?

Eu sei que não importa fazer grandes planos porque a vida trata disso mas é preciso não andar à deriva. Não sei o que o futuro me vai dar mas isso ninguém sabe. A verdade é só esta, tenho de escolher um caminho que me traga felicidade e paz e que não aborreça a minha amiga EM.

Mantê-la feliz fará com que a minha vida seja melhor e é nesse objectivo que tenha de trabalhar. Caso para dizer, a saúde está primeiro. E é que está mesmo. Infelizmente estamos até à última para considerar isto como uma verdade absoluta.

E eu cheguei à ‘última’. A partir daqui tenho de projectar um dia-a-dia diferente do que sempre conheci. O que não quer de todo dizer que é pior. Será diferente. Dá-me um frio na barriga? Dá. Neste momento tudo me dá um frio na barriga porque a incerteza é grande.

Em todo o caso a noção de certeza numa vida é pura ilusão. Por isso vamos lá. Coragem e uma certeza: tudo está no lugar que é suposto estar.

Tudo está bem como está.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s