Ansiedade. Miss Ansiedade

Adoptei este nome quando comecei a ter sintomas que hoje sei que eram da EM. Perdida com dúvidas e depois de muitas idas a médicos, exames e até urgência tudo o que sempre ouvi foi: é ansiedade.

Não estou zangada com os médicos e enfermeiros que se cruzaram no meu caminho. Hoje sei bem que é uma doença difícil de diagnosticar. Como me disse o Dr. Sá Correia: “não podemos fazer RM a torto e a direito. Por vezes precisamos de mais dados para seguir esse caminho”.

E foi isso que aconteceu comigo. Apesar de ter já alguns sintomas, foi só quando dei entrada na urgência a arrastar uma perna, sem força no braço e com a cara meio dormente que o médico de serviço desconfiou e considerou  que era altura de uma Ressonância.

A ansiedade transformou-se numa patologia de nome assustador.

Ainda assim, hoje em dia parece que os doentes de EM são como cogumelos . Toda a gente conhece um caso. Ou tem um amigo de uma amiga que tem. Há mais doentes com EM? Não, felizmente há mais gente bem diagnosticada. O que permite fazer-se de imediato uma terapêutica e acompanhamento adequado. Isto são boas notícias.

A ideia de que um doente com EM fica automaticamente de cadeira de rodas agora não se aplica. Há casos, sejamos realistas. E pode vir a acontecer-me a mim e a ti. Mas não é linear que aconteça.

O importante é que a ansiedade não tome conta de nós e que se viva bem com o que se tem agora. Neste momento.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s